FORTALEZA, TERRA DA LUZ!

Sobre Fortaleza

Fortaleza é um município brasileiro, capital do estado do Ceará. A cidade desenvolveu-se às margens do riacho Pajeú, no nordeste do Brasil. Seu nome é uma alusão ao Forte Schoonenborch, construído pelos holandeses durante sua segunda permanência no local entre 1649 e 1654. O lema da cidade (presente em seu brasão) é a palavra em latim “Fortitudine”, que em português significa: “força, valor, coragem”. Está localizada no litoral Atlântico, com 34 km de praias, a uma altitude média de 21 metros e é centro de um município de 313,8 km² de área e 2 500 194 habitantes, sendo a capital de maior densidade demográfica do país, com 7.815,7 hab/km². É a cidade mais populosa do Ceará, a quinta do Brasil e a 91ª mais populosa do mundo. A Região Metropolitana de Fortaleza possui 3 655 259 habitantes, sendo a sexta mais populosa do Brasil, e a segunda do Nordeste. É a cidade nordestina com a maior área de influência regional, e possui a terceira maior rede urbana do Brasil em população, atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro.
No turismo, a cidade alcançou a marca de destino mais procurado no Brasil em 2004, com atrações como o carnaval fora de época, o Fortal no final de julho; e o maior parque aquático do Brasil, Beach Park. Em 2010 foi a capital do Nordeste mais procurada por viajantes nacionais, segundo um estudo do Hotéis.com. No cenário nacional, a capital cearense ocupou a 4ª colocação, atrás apenas do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

História

O início da ocupação do território onde hoje se encontra Fortaleza data do ano de 1597, quando um ramo da etnia indígenaa potyguara que habitava a região ao redor do Forte dos Reis Magos migrou e estabeleceu-se na região entre as margens do rio Cocó e rio Ceará, tendo ao fundo as serras de Pacatuba e Maranguape.
A partir de 1603, os portugueses começaram a colonização do Ceará. O português Pero Coelho de Sousa aportou na foz do Rio Ceará. Naquelas margens, ergueu o Fortim de São Tiago e deu ao povoado o nome de Nova Lisboa. Porém esta tentativa não vingou frutos devido à seca de 1605 e a “Nova Lisboa” de Pero Coelho foi abandonada. O português Martim Soares Moreno chegou em 1613, recuperando e ampliando o Fortim de São Tiago e rebatizando o novo forte como Fortim de São Sebastião. No ano de 1631, os holandeses tentaram tomar o Forte de São Sebastião, mas esta ação conjunta com os índios potyguara não deu certo. Em 1637, houve a tomada holandesa do forte de São Sebastião, um trabalho conjunto com os indígenas. Em 1644, o Forte São Sebastião foi destruído pelos indígenas. Os holandeses foram mortos ou expulsos.
Em 1654, com a retirada dos holandeses, o forte foi rebatizado de Forte de Nossa Senhora de Assunção. Em 1726, o povoado do forte foi elevado à condição de vila. Em 1799, a Capitania do Ceará foi desmembrada da Capitania de Pernambuco e Fortaleza foi escolhida capital.
Durante o Século XIX Fortaleza consolidou a liderança urbana no Ceará, fortalecida pelo surgimento da cultura do algodão. Com o aumento das navegações diretas com a Europa foi criada em 1812 a Alfândega de Fortaleza. Ainda em 1812, Antônio José da Silva Paulet construiu a Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção, no local do restante do Forte de Nossa Senhora da Assunção. Entre os anos de 1846 e 1877 a cidade passou por um período de enriquecimento e melhoria das condições urbanísticas com a exportação do algodão. Nas décadas de 1870 e 1880 houve movimentos abolicionistas e republicanos que culminaram na libertação dos escravos no Ceará, em 25 de março de 1884, antes da abolição da escravatura no Brasil. Daí surgiu a denominação de Fortaleza ser considerada a Terra da Luz.

Geografia

O meio ambiente de Fortaleza tem características semelhantes às que ocorrem em todo o litoral do Brasil. O clima é quente, com temperatura anual média de 26,5 °C. A vegetação predominante é de mangue e restinga sendo o Parque Ecológico do Cocó a maior área verde da cidade. Seu relevo tem altitude média de 21 metros e o maior rio é o Cocó.

Clima

Apesar de estar inserida no clima semiárido, sua localização modifica esta realidade por estar entre serras próximas, fazendo com que as chuvas de verão ocorram com mais frequência na cidade e entorno do que no resto do Estado. A temperatura média anual é de 26 °C, sendo dezembro e janeiro os meses mais quentes e julho o mais frio, porém com diferenças mínimas de temperatura. A média pluviométrica é de 1600 mm aproximadamente, sendo que as chuvas se concentram entre fevereiro e maio.

Litoral

O litoral de Fortaleza tem uma extensão de 34 quilômetros, com um total de 15 praias. Tem como limites a foz dos rios Ceará ao norte e Pacoti ao sul. Outros rios e riachos que deságuam no litoral cearense são: Riacho Pajeú, Riacho Maceió, Riacho Jacarecanga e o Rio Cocó.
A Praia da Barra do Ceará é a praia que faz o limite de Fortaleza com a cidade de Caucaia localizada ao norte. Tem esse nome por ser a foz do rio Ceará. O local tem muita importância para a história da cidade porque foi o primeiro lugar onde o açoriano Pero Coelho de Sousa fez uma incursão em 1603, construindo o Fortim São Tiago. A Praia de Iracema tem uma das noites mais agitadas com seus bares e alguns prédios históricos, como a Igreja de São Pedro, o Estoril e a Ponte Metálica, além de galerias de arte e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Também é local da prática de surfe e pesca.

Turismo

Fortaleza é um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil, tendo alcançado a marca de destino mais procurado do país pela ABAV – Agência Brasileira dos Agentes de Viagens. As principais atrações são o parque temático Beach Park, em Aquiraz, na Região Metropolitana, que recebe uma média de 500 mil visitantes por ano, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, a Av Beira Mar com sua feira de artesanato, a Praia de Iracema, com a Ponte dos Ingleses e o famoso Pirata Bar e a Praia do Futuro com seus restaurantes na praia. A cidade tem recebido um número cada vez maior de turistas estrangeiros a cada ano, especialmente de Portugal, Itália e França.
Na orla marítima de Fortaleza se localizam os principais meios de hospedagem da cidade e também muitos restaurantes e atrações turísticas, com destaque para as barracas de praia e parques aquáticos, clubes, boates e casas de shows. A cidade possui uma média de 4.367 unidades locais de empresas de hospedagem e alimentação. A cidade dispõe ainda de vários consulados que dão assistência ao turista estrangeiro.

Cultura

A vida cultural de Fortaleza é diversificada e fecunda. Muitos artistas, entre escritores, pintores e cantores, utilizam os palcos e as praças mais movimentadas da cidade para divulgar o que ela tem de mais sensível. Vários teatros, sendo o mais importante o Teatro José de Alencar, são palco das obras mais relevantes da cultura local e universal. Além disto possui o Teatro São Luiz, Teatro Via Sul, e o Teatro Rio Mar, um dos mais modernos da América Latina e com capacidade de público para quase 1000 pessoas sentadas.
O Passeio Público de Fortaleza é um dos patrimônios culturais e paisagísticos da cidade, praça onde foram fuzilados os revolucionários cearenses da Confederação do Equador. A Casa de Juvenal Galeno, sede do NUAMAC – Núcleo de Amigos Mágicos do Ceará, é outra importante instituição cultural de Fortaleza, que leva o nome de um dos mais importantes poetas nascido na cidade, Juvenal Galeno. O artesanato cearense tem em Fortaleza seu principal mercado e vitrine. Na cidade existem vários lugares específicos para a venda de produtos artesanais, tais como: Central de Artesanato do Ceará ; Centro de Turismo; Feira de Artesanato da Beira-Mar; Mercado Central de Fortaleza; Polo Comercial da Avenida Monsenhor Tabosa. A diversidade do artesanato encontrado em Fortaleza é grande, sendo mais característicos os oriundos do couro, garrafas coloridas, cerâmica, cestarias e trançados, rendas de bilro, entre outros. A rede de dormir também é bastante procurada nos mercados de artesanato.

Translate »